Folks Marketing e o jeitinho Brasileiro

Folks Marketing, ou Marketing Popular são estratégias de Marketing utilizadas pelos comerciantes populares. Um dos mais notáveis é o David, da Banca do David no centro do Rio de Janeiro, que se tornou um requisitado consultor de marketing.

Meu interesse pelo assunto, foi despertado quando percebei que a abordagem do vendedor de sinal de transito estava mudando do “Moço compra um pra me ajudar” para táticas mais especializadas:

Outro dia eu a a minha esposa paramos no sinal e fomos abordados com um simpatico sorriso do vendedor que falava algo. Abrimos a janela e ele logo mandou: Mas que lindo casal, parece a Julia Roberts com o Mel Gibson, longe disto, mas com isto conquistou nossa atenção e ofereceu sem muita dificuldade um produto que acabamos comprando. Pensamos, puxa vida, que cara criativo.

Dias depois, em outro sinal, muito distante do primeiro, uma vendedora nos abordou com a mesma tática, e a minha esposa perguntou: Onde voces estão aprendendo isto? A moça desconversou e se despidiu falando: A competição é grande, temos que melhorar sempre.

Lancei a discussão na comunidade Marketing no Brasil e a discussão foi produtiva, outros cases apareceram, como flores no retrovisor em Recife, ou do vendedor de protetor solar de Fortaleza que sabia todas as informações dos seus produtos, o engraxate de terno, celular e tapete vermelho que dobrou seu faturamento, e agora o barraqueiro em ipanema que mantem uma trilha refrescante até a sua barraca (foto abaixo).

Praia VIP

Ainda na discussão na comunidade Marketing no Brasil, Solon consegue provar que os empreendedores populares fazem uso do Mix de Marketing (4 Ps) completo. Vendo toda esta iniciativa, me animei em criar um grupo de voluntários de Folks Marketing dentro do projeto Perspectiva, com o intuito de criar metodologias para ensinar Folks Marketing para estes fantásticos empreendedores. Uma proposta bem interessante para estudantes e profissionais de marketing.

Este artigo eu publiquei originalmente no Blog Propaganda & Marketing

    2 comentários sobre “Folks Marketing e o jeitinho Brasileiro

    1. Muito maneiro, com o marketing esta turma agora vai se organizar e crescer…. Como fica o comercio formal ?

    2. É uma questão a se pensar Fred, quem sabe o comercio formal também não se organize e brigue por menos burocracia e por uma carga tributria menor, ou até mesmo por relações trabalhistas mais flexiveis.

      Até porqie no mercado informal não existem relações trabalhistas formais, e nem por isto, as pessoas deixam de trabalhar. Na minha opinião as relações, e leis trabalhistas atuis no Brasil configuram uma grande hipocrisia e estão caminhando para uma grande utopia.

    Deixe uma resposta