Provérbios populares 2.0

Esta semana eu pensei em escrever outra coisa, mas uma brincadeira com a familia na hora do almoço acabou gerando este post. Eu sou membro da ja não tão reduzida minoria que trabalha em home-office e pode compartilhar do prazer de trabalhar e estar com a familia.

Nossa cultura tem diversos ditados populares, os proverbios que acabam servindo de base filosofica para muita gente, mas veja que nos tempos atuais muitos dos ditados estão completamente obsoletos:

  • Quem espera sempre alcança – Em tempos de um mercado ultra competitivo podemos dizer que na verdade que “Quem espera perde a vez“.
  • Quem ri por ultimo ri melhor – Uma rápida assimilação das mensagens em uma comunicação massificada e em rede como a atual demanda mais velocidade de interpretação. O certo seria – “Quem ri por ultimo ri sozinho”.
  • Em time que esta ganhando não se mexeSeth Godin deve morrer de rir com este ditado, pois afinal não existe nada mais salutar no contexto corporativo do que a mundança constante. Este ditado poderia ser: “Em time que esta ganhando a mudança é constante”
  • Os últimos serão os primeiros – Não existe ditado mais estupido que este, os ultimos só serão os primeiros no dia em que se contar de trá pra frente. Tudo bem que ele tenha um toque motivacional, mas ele não passa a ideia de que para se tornar o primeiro é necesário atitude. O certo é “Os últimos serão os perdedores”.
  • Em terra de cego quem tem olho é rei – Ditado válido mas de extremo mau gosto em tempos de reconhecimento do valor das minorias. O certo seria: “Em terra de cego, quem tem olho não entende tudo de acessibilidade”
  • A pressa é inimiga da perfeição – Nos tempos da manufatura este provérbio tinha seu valor, afinal tudo tinha de sair perfeito e o tempo era farto. Hoje em dia, a vida conectada, a globalização, a enxurrada de informações, a competitividade acirrada no mercado de trabalho nos remete a uma outra ótica para este ditado: “A pressa tem de ser amiga da perfeição”
  • A união faz a força – Existem muitos ditados perfeitamente válidos, este é um, mas poderiamos aperfeicoa-lo para : “O networking faz a força”.
  • A mentira tem perna curta – De fato a mentira acaba se revelando sozinha, ou acaba se tornando uma reação em cadeia. A mentira tem se tornado parte do nosso dia a dia, cada vez mais vemos a verdadeira mentira top down, a mentira que vem de cima. Que tal se o ditado fosse: “A mentira não tem um dedinho” >;)

Existem infinitos proverbios, pessoas gostam de proferir proverbios pois demontram sabedoria. Proverbios podem até ser um reflexo da sabedoria das multidões, na verdade muitos dos proverbios acabam se tornando uma das grandes falhas da sabedoria das multidões, as falhas por informações em cascata.

A falha por informações em cascata acontece pela subversão da razão, que na sua maioria das vezes é involuntária e instintiva. Provérbios totalmente desalinhados com a realidade continuam sendo proferidos pelas mais diversas bocas, perpetuando-se por aqueles que os repetem como um mantra.

O ser humano tem uma forte tendência em perpetuar o status quo de tudo, muitas vezes toma atitudes desesperadas para mante-lo, na crença de que o fim justica os meios.

Afinal “Monkey see, monkey do”….

    Deixe uma resposta