E o papel de cocô vai ajudar a salvar o mundo

O ser humano é criativo, com certeza vamos achar soluções efetivas para sobreviver ao aquecimento global, ou quem sabe até reverte-lo, são ideias simples como esta que podem revolucionar muita coisa.

Li hoje no Boing Boing um curioso post sobre papel de merda de elefante. Uma empresa de papel de cocô de elefante faz belissimas agendas a partir do cocô desidratado e desodorizado do elefante. O fabricante explica:

“Nos conseguimos fazer aproximadamente 25 folhas grandes de papel à partir de uma única peça de cocô de elefante. Ou seja, em torno de 10 cadernos de notas incluindo as capas e contracapas.”

Caderno feito com papel de cocô de elefante

O negócio é um tanto bizarro e imaginei que fosse alguma pegadinha elaborada, e pesquisando no “oráculo” encontrei a Tailandesa Elephant Dung Paper, que também é especializada na arte do papel de cocô de elefante. Confesso que além do site muito mais bonito, os seus produtos de cocô de elefante são igualmente mais simpáticos. Elephante Dung Paper tem uma extensa linha de produtos tais como caixas ,lembrancinhas , conjuntos, porta retratos e lindos papeis coloridos, como você pode ver abaixo.

Objetos feitos com papel de cocô de elefante

Quando pensei ter visto tudo sobre esta fantástica forma de salvar o mundo, deparei-me com a arte espetacular dos elefantes, ou seja, quadros pintandos em papel de cocô de elefante pelos elefantes !!

Quadro pintado por elefantes

Neste ponto, como apaixonado pelas causas ambientais com sou, decidi entrar de cabeça no estudo da merda de elefante, e acabei descobrindo que o Mr Wanchai foi o inventor desta tecnologia.

“Mr Wanchai, no caminho que usava para ir ao trabalho observava uma fábrica de papel natural, e ele ficava impressionado com a simplicidade do processo que usava fibras naturais para fabricar papeis de alta qualidade feitos a mão. Ele então decidiu visitar o Centro Tailandes de Conservação dos Elefantes e observou pilhas e pilhas de cocô de elefante. Ele observou bem um cocô de elefante e concluiu que era cheio de fibras. Esta foi a fonte da ideia.”

Existem também fatos curiosos sobre o cocô de elefante:

  1. Um elefante médio consome 250 kg de fibras diariamente e produz um cocô de 50kg;
  2. O cocô de elefante nem fede muito (segundo eles);
  3. Cocô de elefante tem no minimo 50% de fibras;
  4. Elefantes fazem a primeira parte no processo de fabricação de papel, obtem as fibras.

Mas não é só o cocô de elefante que é usado para fabricar papel, tem o papel de cocô de carneiro, de alce com calça jeans (site em sueco), e até de urso panda. O pessoal da Tazmania já comercializa papel de cocô de canguru há mais de dois anos, conforme atesta esta nota na rede ABC.

A única coisa que não achei foi a fabricação de papel de cocô de gado, se o papel de cocô virou um presente, um souvenir tão cobiçado, não entendo porque no Brasil ainda não fabricamos papel de cocô de boi, já que por possuir um dos maiores rebanhos do mundo, levamos a fama de atacar a camada de ozônio com pum de vaca.

Update: Bush ganhou papeis timbrados do Primeiro ministro do Sri Lanka em 2002, a coisa é antiga e Bush perdeu a chance de criar a International Shit Paper >:)

Na prática a ideia é muito boa, uma vez que colabora para a preservação dos elefantes, reduz o desmatamento, e de quebra ainda gera midia espontãnea por causa da inusitada matéria prima.

Update 27/03: Excrementos de urso panda serão usados para fazer papel higiênico.

    10 comentários sobre “E o papel de cocô vai ajudar a salvar o mundo

    1. Pingback: Caribé !

    2. Pingback: João Carlos Caribé !

    3. Pingback: ana claudia bessa

    4. Pingback: jrgarou

    5. Pingback: Caribé !

    6. Pingback: Caribé !

    7. Pingback: Flávia Pires

    8. Pingback: Cristiano Félix

    9. Pingback: João Carlos Caribé

    10. Pingback: Luciah Tavares

    Deixe uma resposta